Bem-estar é assunto sério

Pra pensar e continuarmos investindo em nós mesmos e nos projetos que possibilitam mais bem-estar e qualidade de vida para nossas comunidades e para a população!

O último ganhador do prêmio Nobel de economia Angus Deaton colocou definitivamente o termo bem-estar no rol de fatores fundamentais para o desenvolvimento econômico da sociedade. O britânico que leciona em Pricenton, nos EUA, e nasceu em Edimburgo, na Escócia,  ganhou o prêmio por melhorar a medição dos indicadores básicos como riqueza e consumo a partir do entendimento das escolhas individuais.

O ponto defendido pelos organizadores do Nobel para a premiação de Deaton fon que “para formular uma política econômica que promova o bem-estar e reduza a pobreza, devemos, primeiro, entender as escolhas individuais de consumo”. O trabalho de Deaton responde a três perguntas centrais: como os consumidores distribuem os seus gastos entre diferentes bens?; qual porcentual da renda da sociedade é gasto e qual é poupado; e qual é a melhor forma de medir e analisar o bem-estar e a pobreza?
Em coletiva de imprensa após o anúncio, Deaton descreveu a si mesmo como como “alguém preocupado com os pobres do mundo, o comportamento das pessoas e o que da a elas uma vida boa”.

angus-deaton