Como enfrentar o medo • Parte V

Por Andrea Lopes

Um caso de medo
Bianca tinha medo de fazer entrevistas de emprego. Mas apareceu o emprego dos seus sonhos. O salário era maravilhoso, ela precisava desesperadamente conseguir esse emprego. 
Uma semana antes da entrevista, ela teve tanto, mas tanto medo que no dia nem foi capaz de comparecer. Ligou dando uma desculpa esfarrapada. 
As suas opções eram de lutar ou fugir, ela optou por fugir. E é assim com a maioria das pessoas que tem medo, elas fogem. Mas esta moça não fugia só da entrevista, ela fugia de um futuro melhor. 
Essa moça fez terapia e percebeu que sua cabeça rodava sem parar em como as pessoas daquela entrevista iriam pensar sobre ser incapaz para o cargo, que todos iam achar que ela era estúpida. Até que ela se convenceu de que se fosse para a tal entrevista todo mundo ia pensar mal dela, inclusive e principalmente, ela mesma. 
Ela tinha um currículo excelente, mas a realidade não estava importando mais. Ela fez com que suas fantasias pessimistas virassem uma realidade paralela. 
Quando analisou o emprego e viu que tinha que viajar, o que significaria mais independência, mas que seu casamento seria abalado, pois seu marido era uma pessoa muito possessiva. 
Chegamos ao X da questão, seu medo não era de ser reprovada na entrevista, era de perder o casamento se passasse na entrevista, por isso ela , inconscientemente, boicotou a entrevista para preservar o casamento. 
Fazendo terapia ela aprendeu a chegar a um acordo com o marido, e eliminou o medo de passar pelas entrevistas de emprego.


Função do medo
Todo medo tem uma função. Você tem algum beneficio com o medo. Às vezes eles são lógicos, outras não. 
O lado bom do medo é que ele te proteger de perigos reais. 
O lado ruim do medo é quando fica desproporcional e limita sua vida, não te permite viajar porque tem medo de avião, não te permite apresentar um projeto novo porque tem medo de acharem que sua idéia é boba, etc . 
O medo altera a forma como vemos a realidade, ele faz ver o mundo de forma destrutiva em vez de ver o mundo como o lugar cheio de oportunidades e situações interessantes. 
O medo te força a agir como se você fosse mais fraco , mais imaturo e menos capaz do que realmente é. 
O medo te faz sobreviver simplesmente, e não desfrutar a vida como pode ser. O mundo está cheio de oportunidades maravilhosas, mas quem pode viver com uma bola de ferro pendurada na perna? Essa bola de ferro é o medo. 
O problema nunca é o chefe que você tem de enfrentar, a entrevista de emprego, a garota que você quer chamar pra sair, ou seja lá qual for o seu medo, o problema é a sua percepção disso tudo. O problema é o quanto você PERMITE que isso o afete.


O medo é uma forma distorcida de ver o mundo.
A boa noticia é que você pode mudar essa forma de ver o mundo. Mudando seu modo de pensar você pode mudar seu modo de agir e sentir e se libertar do seu medo.


 A boa noticia é que você pode mudar essa forma de ver o mundo. Mudando seu modo de pensar você pode mudar seu modo de agir e sentir e se libertar do seu medo.

Como enfrentar o medo • Parte I
Como enfrentar o medo • Parte II
Como enfrentar o medo • Parte III
Como enfrentar o medo • Parte IV

Para mais informações sobre a autora:
www.andrealopescoach.com.br

foto: Flickr - Berta Vicente Salas